Consumo das famílias cresce após 9 trimestres

24

Desempregada, a moradora da zona sul do Rio Julia Viana enxergou na liberação dos recursos de contas inativas do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS) uma oportunidade de colocar as pendências em dia. Comprou um sofá-cama, fez a manutenção do carro e investiu num curso de marketing digital que a ajudaria no retorno ao mercado de trabalho.

“Eu estava esperando me acertar num novo emprego para fazer essas coisas que vinha adiando, mas veio o dinheiro e resolvi logo. O carro eu precisava arrumar mesmo, mas eu não compraria o sofá. O curso eu acabei pegando um mais caro, mas pude pagar à vista. Não me ajudou a arrumar o novo emprego, mas o conhecimento que adquiri já faz diferença no atual trabalho. Eu tinha conta de FGTS até de uma loja que trabalhei antes de entrar na faculdade, dinheiro que eu nem lembrava que existia”, contou ela, empregada na nova função há pouco mais de duas semanas.

Julia e milhões de brasileiros voltaram às compras no segundo trimestre do ano, tirando o consumo das famílias do vermelho. A alta de 1,4% em relação ao primeiro trimestre de 2017 interrompe uma sequência de nove trimestres sem avanços. Na comparação com o segundo trimestre de 2016, o avanço foi de 0,7%, a primeira alta também em nove trimestres.

Fonte: Estadão

Like
Like Love Haha Wow Sad Angry

Comments

comments